Novidades
> Novidades
> Negócios
> Produtos
> Soluções e Eventos
> RSS News Feed
 
 
 
 
 
Danfoss Logo

STM e VLT® Micro Drive:aplicações severas com películas termoencolhíveis

16 março 2008
A STM, System Indústria e Comércio, é uma joint venture do grupo EFET da Argentina com 10 anos de experiência na fabricação de máquinas manuais e automáticas para embalagens de películas termoencolhíveis. Essa parceria se iniciou no ano 2.000 e hoje a STM ocupa um lugar de destaque como sendo a empresa com o maior número de modelos dedicados ao segmento de embalagens, atendendo a todo o território nacional e América Latina.

De onde vem e para que são usadas as películas termoencolhíveis

O que são películas termoencolhíveis? Películas termoencolhíveis são finas camadas de plástico que são estiradas e posteriormente encolhidas ao receberem calor. Essas películas são utilizadas principalmente para o empacotamento de um ou vários produtos agrupados. Esse tipo de embalagem surgiu no início da década de 70 e logo ganhou espaço na indústria, devido a praticidade do sistema, proteção ao produto e beleza que proporciona à embalagem, pois se ajusta a qualquer formato, e por oferecer o menor custo em material.

No início eram vendidas em caixas individuais, como as caixas de bombons, por exemplo, mais tarde, acondicionadas em bandejas de papelão e envoltas por um plástico que se retraía, como no caso das antigas embalagens de refrigerantes em lata e hoje é encontrada nas mais diversas embalagens do setor de bebidas e alimentício, como margarinas, iogurtes, maioneses e refrigerantes; no setor de higiene e limpeza, amaciante de roupas, sabão em pedra, creme dental e no setor farmacêutico, anti-sépticos bucais, xampus, cremes e loções protetoras. Máquinas seladoras, embaladoras, agrupadoras, rotuladoras, lacradoras, encarteladoras e paletizadoras são alguns exemplos de máquinas que utilizam as películas termoencolhíveis fabricadas pela STM.

Essa forma de embalagem foi tão bem aceita que foi criado um novo segmento, os rótulos tipo manga. Esses rótulos são utilizados para envolver garrafas, potes e frascos. É fácil confirmar a grande aceitação desse novo conceito em embalagem, basta visitar estabelecimentos comerciais como supermercados, padarias, papelarias, lojas de brinquedos, de materiais para construção, de produtos eletrônicos entre outras e verificar a variedade de produtos embalados por este sistema.

Conhecendo a aplicação
O VLT® Micro Drive, recém apresentado ao mercado, foi posto à prova em várias aplicações severas nas máquinas fabricadas pela STM - “A mais complexa das aplicações e a que exige mais dos conversores Danfoss são as máquinas rotuladoras.” - afirma Carlos Scigliano que, juntamente com Gaston Feigelmuller, são os engenheiros responsáveis por todos os projetos. A STM fabrica máquinas rotuladoras com capacidade de produção de 120, 180 e 300 rótulos por minuto, e os conversores Danfoss utilizados são o VLT® Micro Drive, VLT® 5000 e VLT® AutomationDrive.

“Para as aplicações de 300 rótulos por minuto nós utilizamos os conversores VLT® Automation Drive de 2 hp e o VLT® Micro  Drive de 1 hp. O trabalho deles é na parte de corte do rótulo, são 300 ciclos por minuto, com o mínimo tempo de aceleração e desaceleração, por isso, esta é realmente uma aplicação muito severa. O VLT® Automation Drive fica responsável pela aceleração do eixo e o VLT® Micro Drive pela desaceleração, funciona realmente como o freio da aplicação. Os drives operam em Load Sharing evitando o uso de resistores de freio e economizando energia. Fazemos uma programação de Jogging com esses conversores.” – explica Carlos.

As aplicações de 180 rótulos por minuto têm o mesmo princípio de programação, e são utilizados os conversores VLT® 5000 e VLT® Micro Drive onde o VLT® 5000 já está sendo substituído pelo VLT® Micro Drive de 2 hp.

No caso das aplicações de 120 rótulos por minuto são utilizados dois VLT® Micro Drive de 1hp, pois se trata de uma aplicação mais leve – “Nesse caso utilizamos dois VLT® Micro de potências iguais, mas sem Load Sharing.”
Como se deu a parceria
“Juntos eu e o Gaston somamos 15 anos de experiência na execução de projetos de máquinas, dos quais 5 anos trabalhando para outras empresas, e sempre ouvimos falar da Danfoss. Quando partimos para uma empresa própria, fizemos contato com diversos fabricantes de conversores. Optamos pela Danfoss pois os equipamentos atenderam às nossas necessidades e a assessoria prestada é muito boa. E essa parceria dura 10 anos.” – comenta Carlos.

“Nós temos conta aberta para trabalhar com a Danfoss na América Latina, isto é, desde 2004 exportamos nossas máquinas, nós as construímos no Brasil e exportamos para países como Chile, Colômbia e Argentina e quando precisamos de peças ou assessoria local a Danfoss nos atende prontamente.” – complementa Carlos.

As máquinas da STM são utilizadas em vários segmentos da indústria. A maior atuação é no setor alimentício, tendo como principais clientes e parceiros a Danone, onde suas máquinas são responsáveis por embalar os iogurtes Dan’up, Corpus e Activia; a Unilever com a maionese Hellmann’s, a margarina Doriana, os temperos Arisco, o amaciante de roupas Confort e a linha de sabão em pedra, além das margarinas Leco Vigor. No setor de fabricantes de potes os principais clientes e parceiros são a DixieToga, Fibrasa Nordeste e a Huhtamaki  em Curitiba.

Balanço e expectativas
A STM fabrica em média trinta máquinas por ano, e quatro a cinco dessas máquinas são destinadas à América Latina.

“As expectativas para 2007 são as melhores, mas não é possível prever um crescimento. Nós temos a felicidade de nossas parcerias se renovarem a cada ano, isto porque somos bastante flexíveis com relação a novos projetos. Nossos clientes sabem que gostamos de desafios e quando eles criam uma nova demanda nós aceitamos e corremos atrás da viabilização do projeto e, em se tratando de projetos grandes, não temos como prever o tempo de dedicação, e isso nos impede de fazer uma projeção concreta em termos de porcentagem ou valores.

“Nosso foco principal é a qualidade das máquinas que fornecemos, não importando o tempo que leve o projeto. Isso só é possível porque nossos fornecedores também são nossos parceiros e a Danfoss, com certeza, está entre eles.” – finaliza Carlos.

Por Edmar Comnealli de Andrade
Newsletters Danfoss

Newsletters Danfoss

Cadastre-se para receber nossas newsletters e fique sempre atualizado sobre novos produtos, soluções, serviços e tecnologias desenvolvidos para Danfoss.